quarta-feira, 8 de abril de 2009

Concerto de Páscoa com Orquestra de Câmara Goyazes, Coral e Solistas Convidados

Datas: 13 e 14 de Abril de 2009 – Segunda-feira e Terça-feira
Horário: 20 h
Local: Paróquia Nossa Senhora da Rosa Mística
End.: AV. T 10 com T 11, Praça T24, Setor Bueno
Entrada Franca


Programa: JOHANN SEBASTIAN BACH (1685-1750)

· Cantata BWV 51, para Soprano Solo e Orquestra
· Magnificat em Ré Maior, BWV 243, para Coro, Solistas e Orquestra

DANIELE NASTRI – Solista
ANGELO DIAS – Regente Convidado

Release
A Orquestra de Câmara Goyazes apresenta nos dias 13 e 14 de Abril, às 20h, na Paróquia Nossa Senhora da Rosa Mística, o Concerto de Páscoa 2009. Sob a direção do maestro convidado Ângelo Dias, o concerto contará com a participação de um coral formado especificamente para o evento. Contará ainda com a participação de vários solistas de renome no cenário da música clássica de Goiás, com destaque para a jovem soprano goianiense Daniele Nastri. A realização é do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Cultura – AGEPEL. A Entrada é franca.
No concerto teremos duas obras sacras do grande compositor alemão Johann Sebastian Bach (1685-1750). Na primeira parte será apresentada a Cantata nº 51 “Jauchzet Gott in allen Landen!” (Aclamem a Deus todas as Nações), para Soprano Solo e Orquestra, com a participação da solista Daniele Nastri. Na segunda parte teremos uma das obras mais importantes do compositor: O Magnificat em Ré Maior, para Coro, Solistas e Orquestra. O texto bíblico dessa obra (Lucas 1: 46-55) é o conhecido cântico de Maria, mãe de Jesus Cristo.




A SOLISTA
DANIELE NASTRI nasceu em Goiânia-GO em 15 de agosto de 1989. Ganhou seu primeiro prêmio como cantora mirim aos oito anos no Festival Goiânia Shopping, realizado em 1997. Estuda canto desde os nove anos sob a orientação da professora Denise Felipe, como participante da pesquisa sobre a Técnica Vocal direcionada à voz da criança e do adolescente, desenvolvida na UFG. Foi convidada para se apresentar diversas vezes no programa “Pequenos Brilhantes”, do SBT, em 2000 e 2001, e participou do concurso promovido pelo programa “Gente Inocente”, da Rede Globo, em 2002. Dentre suas atividades constam ainda recitais na UFG e participação como cantora em diversos eventos musicais. Em 2005, participou do musical “Gota d’água”, de Chico Buarque e Paulo Pontes, sob a direção de Regina Lucatto, interpretando a personagem Nenê. Em 2006, foi solista convidada da Orquestra de Câmara Goyazes, sob a regência de Alessandro Borgomanero. Também participou do concurso Furnas Geração Musical, no qual foi finalista. Este concurso propiciou diversas oportunidades de participação em recitais em Goiânia e no Rio de Janeiro, além de uma gravação de DVD – realizada em 2007 - como convidada especial, no recital comemorativo de 50 anos de Furnas Centrais Elétricas S.A. Em 2007, realizou recital integrante do projeto “Nossos Valores”, idealizado por Cora Capparelli, juntamente com a pianista Maria Célia Vieira na cidade de Uberlândia. Em 2008, participou da ópera “Cosi Fan Tutte”, de W.A. Mozart, sob a direção de Ângela Barra, interpretando a personagem Despina. Também ganhou o primeiro lugar no Concurso MARACANTO em São Luís na categoria júnior. Em seguida, conquistou o primeiro lugar no VII Concurso de Interpretação da Canção de Câmara Brasileira em São Paulo, SP. Atualmente, Daniele cursa Bacharelado em Canto na Universidade Federal de Goiás.

O MAESTRO
ANGELO DIAS desenvolve ampla atividade profissional no campo da música vocal, seja como cantor, regente ou professor, com um repertório variado que inclui óperas, oratórios, missas e cantatas. Já atuou como solista com regentes como Helmuth Rilling (Alemanha), Daisuke Soga (Japão), Francis Graffeo (USA) e Thomas Sommerville (USA), além de nomes do cenário nacional como Norton Morozowicz, Sílvio Barbato, Emílio de César e Carlos Alberto Figueiredo. Seus concertos de câmera e recitais são dedicados tanto ao Lied e à Mélodie quanto à canção de arte brasileira, sendo que, em 2004, cantou em primeira audição mundial o ciclo “Sete Poemas de Amor de Robervaldo Linhares”, do compositor Almeida Prado. Sua atuação no campo da ópera inclui Il Combattimento di Tancredi e Clorinda (Il Testo), Il Barbiere di Siviglia (Figaro), Le Nozze di Figaro (Il Conte), I Pagliacci (Silvio), La Bohème (Marcello), La Traviata (Germont), Il Campanello (Enrico), Amelia al Ballo (Il Marito), The Medium (Mr. Gobbineau) e L’Amico Fritz (Il Rabbino). Desde o início de sua carreira, atua profissionalmente como regente à frente de diversos grupos vocais e instrumentais, entre eles o Coral do Estado de Goiás e a Camerata Vocal de Goiânia, executando um amplo repertório que inclui a música coral a cappella e obras sinfônicas. Nos Estados Unidos, como bolsista das duas universidades onde cursou mestrado e doutorado, regeu em tempo integral o University Singers da University of Wyoming e o Coro Masculino da University of Oregon. Desde 2000, presta consultoria como regente convidado do Coro da Fundação Orquestra Sinfônica de Goiânia. Foi professor convidado nos festivais de música de Londrina (2000 e 2007), Bebedouro (2004), no VI e VII Univerão em Canto, da Universidade Católica de Recife (2005 e 2006), na II Semana da Música da UEM, em Maringá (2005), e na II Mostra de Canto Lírico de Maceió (2005). Em 2004, atuou como preparador musical e regente da montagem da ópera O Guarany, de Carlos Gomes (produção da Universidade Federal de Uberlândia), espetáculo que percorreu diversas cidades mineiras. Foi também conferencista e recitalista no I Encontro da Canção Brasileira, promovido pela UFMG em 2004, e na II Semana do Canto de Uberlândia (2006). Ainda em 2006, foi presidente da comissão julgadora do 10º MARACANTO /Concurso Internacional de Canto, em São Luis (MA). Em 2007, a convite do Ministério da Educação, foi consultor para a elaboração do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos em Música, tendo ainda atuado como regente e professor do Painel de Regência da FUNARTE em Cuiabá. Angelo Dias é Doutor em Artes Musicais (DMA, Canto e Regência Coral) pela University of Oregon (USA), Mestre em Música (MM, Canto) pela University of Wyoming (USA), e Bacharel em Canto pela Universidade Federal de Goiás. Atualmente, é professor dos cursos de Graduação e Mestrado na Escola de Música e Artes Cênicas da UFG.

A ORQUESTRA
Uma das unidades da Agência Goiana de Cultura – AGEPEL, A Orquestra de Câmara Goyazes foi fundada em agosto de 1999 com músicos oriundos da antiga Orquestra Filarmônica de Goiás. Foi criada com o objetivo de ser instrumento de difusão de obras musicais escritas especificamente para orquestra de câmara. Tem realizado uma grande quantidade de concertos em temporadas no Teatro Goiânia, além de numerosos concertos no interior do Estado. Considerada uma das melhores orquestras de câmara do Brasil, apresentou-se em diversos festivais como no Festival Vale do Café (RJ), no Festival Internacional de Juiz de Fora (MG), no Festival Canto da Primavera e no Festival Internacional de Cinema Ambiental (FICA). Solistas de renome nacional e internacional se apresentaram frente à orquestra, tais como o oboísta Alex Klein (Sinfônica de Chicago), os violinistas Emanuele Baldini (OSESP) e Daniel Guedes, o violonista Turíbio Santos e o contrabaixista Milton Masciadri. Esteve sob a direção do violinista Alessandro Borgomanero de 2003 a 2007. O maestro Eliseu Ferreira é novamente o regente titular, cargo que já exerceu de 1999 a 2003.



Realização:
· Estado de Goiás
· Agência Goiana de Cultura Pedro Ludovico – AGEPEL

Um comentário:

Wiler Marujo disse...

Olá...me lembrei esses dias de uma apresentação que assisti em 2007, e gostaria de saber se alguem pode me informar o repertorio que foi tocado pelo solista Emerson de Biaggi. Muito Obrigado.
se puder manda para o meu e-mail:
fabricio004@yahoo.com.br